A importância de uma cultura interna sólida para fazer sua startup crescer
Matt Montenegro, CEO da Beved, conta as lições de gestão que aprendeu com a participação no SEED
Publicado: 18/01/2016 15:18 | Atualizado: 18/01/2016 16:46


Uma plataforma em que é possível organizar e divulgar aulas on e off-line, do iniciante ao avançado: este é o Beved. A ideia surgiu de Matt Montenegro, um jovem empreendedor mineiro que resolveu investir na transmissão de conhecimento entre quem tem e quem busca aprendizado. Para isso, procurou ajuda em amigos, investidores e projetos de incentivo; entre eles, o SEED.

A veia empreendedora de Matt apareceu quando ele ainda estava no colégio. “Já tinha tentado outras verticais do empreendedorismo e resolvi criar uma solução que ajudasse as pessoas interessadas em aprender”, conta. Hoje com seis colaboradores e mais de 30.000 usuários na plataforma, a Beved desenvolveu uma comunidade em que é possível compartilhar com outras pessoas suas próprias habilidades e experiências.

A Beved foi criada no início de 2012 e foi uma das participantes da primeira rodada do SEED, programa de fomento à inovação do Governo de Minas Gerais. Para Matt, a participação no projeto trouxe ensinamentos únicos, a partir do contato com mentores e empreendedores reconhecidos no cenário de inovação. Segundo ele, para fazer uma startup dar certo, é essencial ter o apoio de pessoas mais experientes, que vão acrescentar à bagagem da empresa um aprendizado que só tem quem já passou pelo processo de empreender.

 

Gestão de qualidade

 

Com uma história de alto crescimento, a Beved se destaca no ambiente de inovação de Minas. Um dos aprendizados tirados dos anos de experiência no setor é a valorização de uma cultura interna sólida, princípio que Matt aplica com sua equipe. Segundo ele, é importante que todos os profissionais tenham a mesma mentalidade, independentemente do tamanho da empresa e do número de clientes que ela atende.

“Um crescimento consolidado está diretamente relacionado aos valores da empresa. Se eles são claros e bem estabelecidos, e a equipe é alinhada em um mesmo padrão, é possível escalar o produto com qualidade, e gerar resultados cada vez mais positivos”, afirma. O segredo, para Matt, é ter uma equipe reduzida, mas com o máximo de qualidade. Em um ano econômico de tendência negativa para o país, o empreendedor revela a importância de contratar pouco e bem, priorizando sempre a vontade e o potencial da equipe.

 

Como fazer?

 

“Qualificação, experiência e vontade de fazer a diferença.” A dica de Matt é contratar profissionais que vistam a camisa da empresa e tenham valores que se encaixem em sua cultura interna, acima de tudo. “Encontre alguém que seja correto, responsável, com foco em produtividade e na entrega de um bom trabalho. Mais do que tudo isso, contrate pessoas que tenham gana de fazer e acontecer”, indica o CEO.

 

SEED

 

As inscrições para a terceira rodada do SEED - Startups and Entrepreneurship Ecosystem Development vão até o dia 03 de fevereiro. Podem se inscrever startups do Brasil e do mundo, que irão participar de um processo seletivo composto por três fases. Mais informações, acesse: http://www.minasdigital.mg.gov.br/seed